Caroline Patrice ou Carol Sweet no blog,mineira que mora em Belém do Pará,apaixonada por moda,esmaltes e cabelos coloridos ♥.

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Um conto para o dia das bruxas (parte 1)

  Tudo começou em uma manhã de um dia 30 de outubro de 2010,véspera do dia das bruxas.Nunca acreditei em bruxas,nem em fantasmas,em exatamente nada sobrenatural,mas passei a acreditar depois dessa madrugada do dia 31.
  Morava sozinho,mas a minha melhor amiga morava aqui perto,e nos fazíamos  faculdade juntos,então pedi pra ela vim aqui me dar uma ajudinha em uns trabalhos da faculdade.Já era tarde e enquanto a gente conversava eu quebrei sem querer um pequeno espelho que ficava na parede da minha sala,e estávamos conversando e ela me contou de uma tal de superstição (ou seria lenda ?) de que se você quebrar um espelho a exatamente 00:01 do dia 30 de outubro,você tem que enterrar os pedaços desse mesmo espelho no cemitério mais próximo até a 00:00 do dia seguinte,se não aconteceria coisas terríveis.Nunca acreditei nisso,então só fiz rir,e falei que não acreditava nisso. Não quis o enterrar,afinal o que de tão terrível me aconteceria ? Não acreditava em bruxas mesmo. Mal eu sabia o que estava dizendo e fazendo.
  Naquela noite eu não dorme bem,acordava assustado o tempo todo com alguma coisa que não conseguia me lembrar,mas mal lembrava daquilo do espelho,afinal como pode lembrar de algo que você não deu muita importância ? Não liguei para nada,não enterrei o espelho. Acordei e vivi um dia normal como um outro qualquer,como sempre eu ia trabalhar de manhã e a tarde ia pra faculdade e depois voltava para casa,então cansado por não ter dormido na noite anterior,cheguei em casa,tomei banho e fui dormir.
  Em um silêncio profundo,tudo o que se poderia ouvir era as músicas que eu costumava colocar antes de dormir e em segundos eu fui perdendo a consciência,até que de repente sinto um forte puxão,e acordo. "O que seria aquilo ?" foi o que eu pensei,mas com tanto sono acabei nem ligando,apenas peguei a coberta e virei para o outro lado.Quando eu estava novamente dormindo eu comecei a ouvir um tipo de risadas,mas aquelas risadas eram apenas muito assustadoras,e cada vez aumentava mais.Pensei que era apenas um fruto da minha imaginação,quando do nada a música para,e a risada também,apenas levantei assustado para tentar ver o que era,mas me surpreende quando tentei levantar e não consegue. Sim,sabe aquela sensação de paralisia no sono ? Era bem mais do que aquilo,havia algo bem em cima de mim...